Acupuntura para tratar rugas? Conheça os benefícios estéticos da técnica milenar chinesa

Segue uma reportagem feita com a médica Sylvia de Petta Ariano sobre a acupuntura estética.

Agora na Viver Acupuntura trabalhamos também com essa técnica, Os resultados são incríveis! Abaixo coloquei algumas fotos com exemplos de resultados.

 

Segue a reportagem:

 

Além de tratar problemas de saúde – que vão de dores nas costas a ansiedade – a acupuntura pode ser uma grande aliada na busca pela beleza. Isso mesmo, com a técnica milenar da medicina chinesa é possível amenizar rugas, acne, flacidez facial e corporal, gordura localizada, celulite, olheiras, manchas e estrias, entre outros problemas. “A gordura localizada, por exemplo, é mais fácil de ser tratada quando não é um caso muito avançado. Até o manequim 44 é viável conseguir um resultado, mas se a paciente veste manequim 50 é preciso mudar o estilo de vida para então começar o tratamento”, esclarece a médica Sylvia de Petta Ariano, do Ambulatório de Acupuntura Estética da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). “(O resultado) varia de acordo com o paciente, depende do problema a ser tratado e da intensidade da alteração estética”, explica Doris Bedoya Henao, médica responsável pelo Departamento de Acupuntura da Faculdade de Medicina da Universidade Estadual Paulista (Unesp), de Botucatu (SP).

Estímulo elétrico

Quando o foco é tratar disfunções de estética, parece ser consenso entre os especialistas o fato de que as agulhas clássicas, tradicionais, são menos potentes do que aquelas utilizadas com estímulos elétricos – método chamado de eletroacupuntura. “O estímulo elétrico provoca na região tratada uma reação inflamatória aguda, que melhora a circulação sanguínea e linfática e aumenta a oxigenação das células. Esse processo produz a lipólise de células gordurosas, isto é, queima de gordura, e o aumento da produção de colágeno e elastina, efeitos muito bons para aumentar o tônus muscular e a firmeza da pele. Portanto, reduz gordura localizada, trata a flacidez e ameniza rugas, devolvendo viço à pele”, justifica Sylvia de Petta. Apsicoterapeuta Alcéa Abujamra, 63 anos, de São Paulo, confirma o mecanismo. “Faço para tratar rugas, gordura localizada e flacidez e estou muito satisfeita. Sinto minha pele mais tonificada e firme”, conta a paciente, que adotou o método há mais de dez anos. “Sempre fiz acupuntura para a saúde, então resolvi fazer também para a estética e é muito bom. Para flacidez faço em diversas áreas do corpo, glúteos, pernas, abdômen, inclusive nos braços, e funciona demais”, relata.

5

Força extra

Na área de estética, os médicos costumam combinar outras técnicas ao tratamento, de acordo com a necessidade de cada caso. “Contra a celulite, por exemplo, funciona muito bem unir a ventosaterapia, que é o uso de ventosas (de vidro ou plástico), elas exercem uma pressão negativa sobre a pele, fazendo uma sucção similar a de uma massagem profunda. O uso de óleos com manobras de drenagem em direção aos vasos linfáticos também potencializa o tratamento”, acrescenta Doris. Assim como unir métodos diferentes é eficaz, aplicar as agulhas além dos pontos clássicos também pode ser útil, como é o caso das rugas de expressão, acne, celulite e gordura localizada. “Para obter uma melhora das rugas de expressão, por exemplo, tonificamos o músculo flácido e sedamos o músculo rígido”, conta a médica.

rejuvenescimento-facial

A importância do equilíbrio

No entanto, de um modo geral, para a medicina oriental, todos os problemas estéticos são considerados algum desequilíbrio do organismo. “É possível observar o equilíbrio físico, mental e espiritual através da visualização do rosto de uma pessoa. A beleza da pele reflete nossas condições de saúde: não existe doente com pele viçosa ou brilhante”, ressalta Doris. “Na medicina chinesa trata-se o doente não a doença, diferentemente de outras intervenções estéticas que só tratam o local afetado”, completa a médica da Unesp. Para Sylvia de Petta também não tem como tratar da estética sem pensar no corpo como um todo. “Mesmo nos tratamentos estéticos é recomendado fazer acupuntura geral, para harmonizar e equilibrar as funções do organismo que podem estar descompensadas e, assim, refletirem na aparência”, destaca a médica.

20150327_160210

 

Fonte: Uol

Dia Mundial de Combate ao Câncer – Acupuntura

A acupuntura é uma das técnicas de tratamento da Medicina Tradicional Chinesa (MTC), que utiliza como ferramenta agulhas metálicas que são aplicadas na pele dos pacientes, em pontos estratégicos (pontos de acupuntura) com o objetivo de melhorar a função dos órgãos, vísceras, glândulas, diminuir ou eliminar a dor e trazer equilíbrio nas emoções.

A acupuntura foi descrita pelos chineses há 5.000 anos e ficou por muito tempo esquecida pela dificuldade da compreensão da escrita chinesa e de entender o seu mecanismo de ação.

O fato de a acupuntura ter apresentado um grande desempenho no alívio da dor aguda e na dor crônica, fez com que ela não ficasse esquecida para sempre.
Com o avanço da Medicina e das diferentes especialidades paralelas como a Bioquímica, foram descobertos os neurotransmissores, como a serotonina, a B-endorfina, a dinorfina e muitas outras substâncias.

Através dessas descobertas foi possível perceber que a picada da agulha na pele em um ponto especial produzia a liberação destas maravilhosas substâncias e também ficou explicado como a acupuntura pode diminuir ou acabar com a dor, liberando estas substâncias analgésicas endógenas.

A acupuntura pode, às vezes, curar, em uma única sessão, dores que atormentam a vida de pacientes que vinham sofrendo por horas, dias, meses ou anos.
Na Medicina Tradicional Chinesa, a acupuntura é uma grande ferramenta para manter a saúde ou trazer a saúde perdida aos pacientes.

Mas a MTC apresenta ainda outras técnicas complementares, como a ventosa, a moxabustão, a aurículo-acupuntura, a massagem (Tui-na), a automassagem, a eletro-acupuntura, a laser-acupuntura, o tai-chi-chuan, o Ti-kun, a fitoterapia, a meditação, a hidroterapia, as técnicas respiratórias e a terapia das flores.

Tanto a acupuntura como todas estas técnicas complementares podem auxiliar muito o paciente acometido de câncer.

Estudos mais recentes têm comprovado que a acupuntura pode ajudar a modular o sistema imunológico, de modo semelhante ao efeito do Interferon.

Outros trabalhos têm demonstrado a ajuda aos pacientes com câncer para:

  • Diminuir ou acabar com a dor.
  • Diminuir ou acabar com os efeitos colaterais indesejáveis da quimioterapia como a náusea, vômito, diarréia, desidratação e quando mais complicado, os distúrbios hidroeletrolíticos.
  • Diminuir o linfedema.
  • Melhorar a imunidade.
  • Melhorar a disposição e o ânimo.
  • Aumentar a alegria de viver.

A proposta de utilizar a acupuntura e outras técnicas da MTC no tratamento do paciente com câncer é de servir como um complemento ao tratamento convencional.

Fonte: OncoGuia